Dia 15.04 – Sessão de Meu Nome É Jacque

 

Vai ter CineclubeLGBT em 2016 sim! E dessa vez com festa e debate! O tradicional evento de cinema lgbt volta na sexta-feira, dia 15, para o Cine Odeon com a exibição do documentário ainda inédito Meu Nome é Jacque, de Angela Zoé.

Meu Nome é Jacque conta a história da ativista Jacqueline Rocha Côrtes, mulher transexual e militante para pessoas soropositivas. Portadora do vírus HIV há 21 anos, sua jornada é marcada por desafios e conquistas, como seu papel de representante do governo brasileiro na Organização das Nações Unidas. A partir de sua trajetória, o filme aborda questões como diversidade e o preconceito.

A sessão conta com a presença de Jacqueline e sua família para um bate-papo com a plateia após a sessão. E, em seguida, festa com performance da belíssima drag queen Salomé Zainabu!

A primeira edição do CineclubeLGBT acontece no dia 15 de abril, às 20h30, no Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro. Os ingressos já estão à venda. É só clicar aqui. AH! Pelo o evento do Facebook teremos sorteios de ingressos.

“Meu nome é Jacque” é uma coprodução da Documenta Filmes, Globo Filmes e Globonews, com patrocínio da UNAIDS, do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, da ONU Mulheres e da ANCINE. O filme estreia na Globonews no dia 7 de maio de 2016.

Preço da sessão: R$ 24,00 (inteira) e R$ 12,00 (meia)
Ingressos Antecipados: clique aqui
Local: Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro
Dia: 15.04 Horário: 20h30
Endereço: Cinelândia – Rio de Janeiro

Sinopses

 Meu Nome é Jacque, de Angela Zoé

MEU NOME E JACQUE_Still 06_Jacqueline Rocha Cortes_Casa

Brasil, cor, 2016, 72 min, 12 anos.

 

O documentário “Meu Nome É Jacque” aborda a diversidade através da história de vida de Jacqueline Rocha Côrtes, uma mulher transexual brasileira, que vive com Aids há 21 de seus 55 anos. Militante pela causa, Jacque tem a vida marcada por lutas e conquistas como representante do governo brasileiro na Organização das Nações Unidas. Hoje, casada e mãe de dois filhos, mora numa pequena cidade, levando uma vida voltada para a maternidade e a família. Ao acompanhar o cotidiano de Jacque e revisitar sua trajetória, este documentário apresenta os inúmeros desafios que foram rompidos pela personagem, levantando uma reflexão sobre o preconceito, a homofobia e a identidade de gênero.

 

E-mail: cineclubelgbt@gmail.com
Twitter: http://www.twitter.com/cineclubelgbt

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: